Tel:253 278 281 Tlm:96 53 56 636 Fax:253 213 958 Email:info@jovemcoop.com

Travessia do Norte - Etapa 5


Após uma noite bem dormida e com uma jornada curta pela frente, serão 40 km até Castro Laboreiro.

As mazelas físicas dos dias anteriores não mereceram grande preocupação, pelo que foi com entusiasmo que iniciámos viagem.

Deixámos Lobios, vila no sopé da montanha onde fica a antiga fronteira da Portela do Homem, rumando a Norte. Os primeiros km em estrada permitiram um bom aquecimento, tendo iniciado a primeira subida ainda em alcatrão. É nesta fase que temos a surpresa do dia, a meio da subida e contrariamente ao esperado, a lesão que o Flávio havia contraído nos dias anteriores, revelou-se incapacitante para o ciclista continuar, obrigando-o a abandonar mais cedo a travessia.

Todos sentimos a desolação que o companheiro demonstrava na despedida, mas há que seguir em frente. Foi um percurso sempre em sentido ascendente até atingirmos o planalto castrense, altura em que percorremos a linha de fronteira, visitando, a espaços, os marcos respectivos.

O planalto de Castro Laboreiro destaca-se pela beleza das pastagens, sempre povoadas por bovinos e por muitas manadas de cavalos, que supomos selvagens.

Foi a descer que entrámos em Castro Laboreiro, onde iríamos pernoitar.

Joaquim Lopes em 02/06/2010